16/04/2024 às 13h47min - Atualizada em 16/04/2024 às 13h47min

​‘Buia Teatral’: Cia amazonense abre as portas para alunos da rede pública vivenciarem esse universo pela primeira vez

Com apresentações do musical “Bertoldo – O Tubarão que queria ser gente” nos dias 24, 25 e 26 de abril, edição inaugural do projeto deve beneficiar 150 estudantes que nunca tiveram a oportunidade de conhecer um teatro


Você lembra a primeira vez que visitou um teatro ou assistiu a um espetáculo? O acesso a esse universo pode ser desafiador, especialmente para a população com menor valor aquisitivo. Para mudar essa realidade, a cia amazonense “Buia Teatro” lança no final de abril o projeto “Buia Teatral – A primeira vez”, abrindo as portas do espaço para estudantes da rede pública sem experiências significativas prévias com as artes.
Com apresentações do musical infanto-juvenil “Bertoldo – O Tubarão que queria ser gente”, a edição inaugural do projeto acontece nos dias 24, 25 e 26, beneficiando 150 jovens do ensino fundamental do Centro Educacional de Tempo Integral João dos Santos Braga.
Fundador da companhia, ao lado da atriz, figurinista e artista visual Maria Hagge, o produtor cultural Tércio Silva detalha que a ideia da proposta – que conta com apoio do Governo do Amazonas, do Conselho Estadual de Cultura (CONEC) e da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa, por meio do edital nº 007/2023 da Lei Paulo Gustavo – surgiu ao reconhecer as dificuldades de acesso das comunidades periféricas de Manaus às ofertas culturais.
Segundo ele, o projeto – que também foi contemplado pelo edital Programa Manaus faz Cultura 2023 da Prefeitura de Manaus e atende ao Programa de Cultura Itinerante do município – foi iniciado para democratizar o acesso ao teatro e fomentar uma cultura de inclusão.
“Nosso objetivo é proporcionar a cada participante a chance de descobrir, explorar e se encantar pelo universo teatral, em um espaço acolhedor e cheio de inspiração. Serão 50 estudantes por sessão e eles terão a chance ímpar de assistir a espetáculos com intérprete de libras, participar de conversas enriquecedoras com artistas, conhecer os bastidores e muito mais”, pontua.
Tércio explica que o Ceti do Nova Cidade foi o primeiro parceiro do “Buia Teatral – A primeira vez” devido ao compromisso com a inclusão da arte e cultura no currículo e por estar localizado em uma região com escassez de ofertas culturais. O produtor cultural enfatiza que a missão da companhia é oferecer uma experiência cultural completa, transcendendo os limites da plateia, com transporte até o espaço (localizado na rua Dona Libânia, nº 300, Centro) e atividades preparadas para tornar a primeira visita ao teatro uma memória marcante e cheia de significado.
“Queremos integrar comunidades periféricas de Manaus ao cenário artístico-cultural, proporcionando acesso a experiências teatrais enriquecedoras. Buscamos estimular o senso de pertencimento, desmantelar preconceitos e expandir horizontes para uma participação cultural ativa e inclusiva”, salienta.
Música e Diversão
Durante a estreia do “Buia Teatral – A primeira vez”, os estudantes assistirão à apresentação de “Bertoldo – O Tubarão que queria ser gente”, que marcou o encerramento do Festival de Férias 2023, realizado no Teatro Amazonas, e ainda compôs a programação do XVII Festival de Teatro da Amazônia.
Inspirado em um conto do dramaturgo, romancista e poeta alemão Bertolt Brecht, o espetáculo conta a história de um tubarão que, influenciado pelo misterioso professor Ninguém, tenta prender peixes em gaiolas para ensiná-los a nadar tranquilamente em sua direção. No entanto, o destemido professor Alguém e um peixinho sagaz percebem o perigo e fazem de tudo para alertar o cardume.
“Escolhemos esse musical para ressonar com o público jovem e introduzir temas culturais de maneira acessível e envolvente. O espetáculo será seguido de uma roda de conversa com os artistas e técnicos envolvidos. Além disso, haverá visita guiada pelas nossas instalações para explorar os aspectos técnicos da produção artística”, especifica Tércio.
Segundo o sócio fundador do Buia Teatro, muitas crianças e jovens da região veem o teatro como um ambiente elitista e pouco acessível e o projeto busca transformar essa percepção. “Queremos apresentar o teatro como um espaço acolhedor e relevante para todos, independentemente de seu background social ou econômico. Estamos exultantes em tornar o ‘Buia Teatral – A primeira vez’ uma realidade”.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://cenacultural.com/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp